O que é duplicata? Saiba por que usar esse meio de pagamento

6 minutos para ler

Qualquer empresa presente no mercado alguma vez já precisou de um capital, seja em razão de um capital de giro deficiente, seja em razão de dificuldades financeiras, seja em razão de uma desordem de datas entre o pagamento e o recebimento de suas dívidas.

Obviamente, nessas situações, é preciso buscar sempre a melhor saída para adquirir o dinheiro necessário com o mais baixo custo possível, e uma das melhores soluções é a duplicata como meio de pagamento. Mas você sabe o que é duplicata?

Todo empreendedor que vende algo para outras instituições deve saber o que é uma duplicata e como funciona esse tipo de título. Para quem está precisando de capital de giro, ela pode ser um ótimo instrumento de crédito.

Neste post, falaremos mais sobre duplicata e sobre quais são seus pontos positivos. Acompanhe!

O que é duplicata?

A duplicata é um instrumento regulado no Brasil, por meio da Lei n° 5.474/1968. Ela compreende um tipo de título de crédito emitido por uma organização que realizou uma venda de mercadoria ou um serviço para outro negócio. Isto é, uma empresa assume uma obrigação oriunda da transação comercial.

Pelo fato de ser casual, ela é diferente da nota promissória, ou seja, ligada a uma transação comercial. Além disso, é diferente de um simples boleto bancário, pois não é um documento de cobrança, mas, sim, um título de crédito. A duplicata envolve dois lados:

  • sacador — a organização que vendeu o produto ou serviço e que emite o título de crédito;
  • sacado — a empresa que tem a obrigação de quitar o valor referente ao serviço ou produto dentro do vencimento estipulado.

Como funciona?

A duplicata é uma forma de pagamento que funciona como uma maneira de comprovar que o fornecedor é credor do dinheiro da venda realizada pela outra organização. Depois de aceita, ela se transforma em um tipo de título de crédito circulável. É possível utilizá-la para acessar o crédito bancário, caso a sua empresa venda um produto ou serviço para outra e emita uma duplicata relacionada à transação.

É essencial saber que, por mais que haja a transferência de título ao banco, a organização continua sendo responsável pela quitação da dívida, se a outra instituição ficar inadimplente. Devido ao fato de apresentar as menores taxas e menos burocracia, essa costuma ser uma das melhores opções de crédito. Todavia, é primordial analisar outras alternativas para encontrar o melhor custo-benefício, caso você queira obter capital de giro para a sua empresa.

É bastante simples: a duplicata é levada a um banco, que apresenta uma linha de crédito especial para isso, e deve haver o reembolso na data do vencimento do título. Devido ao fato de ter a comprovação de crédito pendente com o cliente, o banco empresta o montante referente ao valor de face do título, que se espera receber até a data do vencimento. Em algumas situações, a própria instituição financeira se responsabiliza por realizar a cobrança do sacado.

Para realizar o desconto de duplicatas, é preciso ir ao banco e fazer a solicitação dessa opção de crédito. Serão avaliados os dados da empresa, a fim de saber se podem ou não conceder essa linha de crédito. Se a operação der certo, o banco ficará com o título como meio de garantia. Lembrando que sua empresa continuará sendo responsável pela dívida, até que a outra organização realize o pagamento.

Por esse motivo, é essencial ficar de olho nos riscos para que sua instituição não tenha um grande prejuízo, por causa dos encargos, das taxas e dos juros que terá que pagar ao banco.

Quais os pontos positivos?

o que é duplicata

Agora que você sabe o que é duplicata, é preciso identificar os seus pontos positivos. Veja!

Juros mais atrativos

As taxas de juros que os bancos costumam cobrar (aproximadamente 8%) ao oferecerem empréstimos ou ao fazerem financiamentos são maiores do que as taxas cobradas em uma sociedade de incentivo mercantil.

As instituições de factoring trabalham com percentuais que giram em torno de 4,5% ao mês, a fim de que micros e pequenos empresários que não têm condições financeiras estáveis tenham a oportunidade de se adaptar ao amplo mundo do empreendedorismo.

Melhora no fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma ferramenta muito importante para conseguir ter o controle da movimentação financeira da empresa, devido ao fato de ser por meio dele que as despesas e receitas ficam registradas. O fluxo de caixa pode otimizar a saúde das finanças do negócio, dependendo de como sua gestão é feita.

Isso acontece devido ao fato de ajudar na tomada de decisões, evidenciando elementos de risco que devem ser otimizados, antes que aconteçam maiores danos financeiros. Caso o fluxo de caixa não feche no final do mês, em razão de algum problema em sua empresa, as duplicatas descontadas podem ajudar muito, possibilitando ter o controle sobre ele e organizando o domínio das finanças do negócio.

Maior acesso ao capital de giro

Por intermédio da antecipação dos recebíveis, a partir dos descontos de duplicatas, torna-se possível ter um melhor acesso ao capital de giro, o que pode ser bastante vantajoso para que a organização quite algumas despesas, como:

  • pagamento de contas atrasadas;
  • salários de funcionários;
  • aquisição de matéria-prima para manter o negócio funcionando.

Como se dá a antecipação de duplicata?

Pense na seguinte situação: foi feita a compra de matéria-prima da empresa e o local para armazenamento dos produtos foi organizado, porém, os débitos operacionais chegaram, e o seu caixa está quase zerado. Além disso, os fornecedores do insumo pressionam para receber o montante o mais rápido possível.

Em uma situação dessas, é bastante normal que grande parte dos gestores pense que a melhor solução é fazer um empréstimo bancário. Todavia, pode ser que a organização não se adapte às altas taxas de juros e acabe ficando mais endividada. Um dos grandes benefícios das duplicatas é possibilitarem a antecipação dos recebíveis, que seria a antecipação do valor que o negócio receberia pelas vendas realizadas a prazo.

Por fim, agora que você sabe o que é duplicata e seus pontos positivos, é possível não somente salvar a sua empresa em momentos de aperto, mas também evitar os altos juros bancários, para adquirir novos equipamentos ou um imóvel para o negócio.

Você curtiu nosso post sobre duplicata? Então, aproveite a sua visita ao nosso blog e leia agora mesmo o artigo “Antecipação ou empréstimo: qual a melhor opção para a sua empresa?”, para saber mais sobre o assunto!

INSERIR UM CTA LINKANDO PARA A PÁGINA DE ANTECIPAÇÃO DA TRUST

Posts relacionados

Deixe um comentário